capa site2.png

Que bom que você chegou até aqui, agora te convido a me acompanhar nesta que foi um louca e longa aventura em busca da essência do empreendedorismo no Brasil. Eu percorri todo o país, de carro na Empreendedores que Inspiram - Jornada Brasil, foram 29.331 KM percorridos em 86 dias passando por todos os estados e conversando, entrevistando e gravando com vários empreendedores fantásticos, cada um com sua história, seus fracassos e suas vitórias mas principalmente com seu aprendizado, e isso está aqui de mão beijada pra você...nos acompanhe dia a dia e assista o vídeo de cada entrevista.  

dia 1_1.jpg

Dia 01

Começamos os trabalhos.

Meu nome é Jean Oliveira, sou consultor, escritor e palestrante especialista em Vendas e Empreendedorismo e dou início á “Empreendedores que Inspiram – Jornada Brasil”, vamos estar juntos por mais de 20 mil km em aproximadamente 80 dias de estrada percorrendo todo o Brasil. Me acompanha e conheça empreendedores fantásticos Brasil adentro. Fui entrevistado pela InterTV Cabugi filiada rede Globo na saída em Natal

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 2 beto.jpg

Dia 02

Alberto Medeiros - O calculista.

Alberto é um empresário arrojado, aos 22 anos ele disponibilizava do investimento para  necessário para  iniciar o negócio, fruto de uma herança deixada pela mãe falecida pouco tempo antes de seu início como empreendedor, ele tinha uma certeza apenas, que queria ter seu próprio negócio, e foi durante uma viagem de seu pai - sua maior fonte de inspiração - que veio a sugestão de entrar no segmento de confecções pois conheceram uma empresa bem interessante e em pouco menos de 3 meses iniciaram como franqueados desta marca...apenas 1 ano se passou e Alberto que é bastante “analisador de dados e estudador de números” já sairia da franquia e abriria sua própria marca (ele fazia faculdade de Engenharia Civil e Tecnologia de Processamento de Dados), com mais um ano ele já teria sua rede com 6 lojas sendo 4 delas franqueados.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 5.jpg

Dia 05

Em Mossoró-RN foi Show!

O sábado foi dia de trabalho e diversão, reencontrar e palestrar com profissionais super competentes e além de tudo amigos é sempre muito agradável principalmente quando estamos contribuindo para o crescimento pessoal e profissional de pessoas e empresas.

Chegamos em Mossoró por volta da 11h e de cara vi um outdoor do evento,  logo nos hospedamos no Hotel Termas, o evento 1º Congresso Mossoroense de Vendas, Liderança e Atendimento aconteceu no belo teatro Dix-Huit Rosado, cerca de 500 participantes lotavam o local e além de mim estavam os palestrantes Gonçalo Pontes, meu amigo Nelson Gonçalves e Ramon Enoc, um super time. Eram mais de 22h quando o congresso se encerrou, foi um sucesso.

O sexto dia da jornada foi de estrada até Fortaleza-CE.

.

IMG-20180509-WA0093.jpg

Dia 09

Palestra no SEBRAE em Teresina com o professor JEX

Cheguei em Teresina por volta das 11h da manhã e logo fiz contato com o amigo e competente palestrante Jex Xavier que me indicou uma pousada no centro da cidade, à noite faríamos juntos palestra no SEBRAE no Seminário de Vendas e Comunicação de Teresina, o legal da pousada era a proximidade de tudo e ponto negativo foi que não havia estacionamento e como estou viajando todo o Brasil isso me deixava preocupado, mas logo a atendente Luana de forma muito descontraída me confortou dizendo: -“Não se preocupe, já ficaram aí na frente carros muito melhores que o seu e nunca tivemos problemas” kkkkkkkkkkkk fiquei triste por ela ter zombado de meu carrinho, rí muito com a situação mas depois percebi que era o estilo brincalhão que ela lidava com seus clientes, mas que me assustou, assustou. Luana é uma figuraça!

.

dia 12.jpg

Dia 12

Na estrada para Grajaú-MA

No dia 12 nos despedimos de Teresina com destino ao Maranhão, logo na divisa, na cidade de Timon-MA encontramos a primeira rodovia federal totalmente sem asfalto (que descaso com nosso dinheiro pago em impostos...) foram muitos quilômetros de falta de vontade política, falta de respeito, poeira e muitos buracos, o que fez cair o cano de escape de esmeralda (esse foi o nome que minha filha de seis anos deu para o carro, rsrs), bem, apanhei o cano, encaixei outras peças que se soltaram e segui viagem...

 

Passando por Senador Alexandre Costa – MA passamos pela lanchonete de Dona Sandra, que oferece WIFI gratuito, eu ainda encontro hotéis que cobram por isso e algumas vezes ainda é de mal qualidade, parabéns dona Sandra, mesmo com suas limitações ela fez. “Tem gente que para aqui só por causa da internet”

.

RONALDO.jpg

Dia 14

Sr Ronaldo foi contínuo, vendedor, gerente, sócio...

Ainda em Grajaú fomos conhecer o Sr Ronaldo das Casas Oliveira, ele iniciou ainda muito jovem como contínuo, o que hoje conhecemos por “office boy”, passou para vendedor externo viajando por várias cidades e sempre com destaque, quando já se passavam 12 anos na empresa para a surpresa do Ronaldo ela foi vendida ... maior a surpresa ainda quando o novo proprietário o convidou para ser o gerente de uma das lojas que ele comprou, na cidade de Barra do corda-MA, de imediato ele aceitou.

 

 

Sempre com o Ronaldo à frente, conhecendo os clientes, cativando eles, fazendo de cada um deles um amigo e mantendo o clima de vizinhos que confiam um no outro logo chegaram em poucos anos ao número de 10 lojas pelos interiores do Maranhão.

Todo esse crescimento foi posto abaixo quando o patrão de Ronaldo decidiu abrir loja na Capital, uma má gestão da loja de São Luiz fez com que precisasse do dinheiro das outras lojas e uma a uma elas foram fechando.

 

Percebendo isso o Ronaldo achou essa a melhor hora para pedir as contas  e partir sozinho seu caminho...

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 17.jpg

Dia 17

Feira do Empreendedor de Belém-PA

Partindo em direção à Belém pois lá estava acontecendo a Feira do Empreendedor, o maior evento do Brasil de fomento ao empreendedorismo com muitas sacadas, ideias, modelos de negócio, tecnologias, gestão, inovação, enfim é o local certo para quem deseja iniciar um negócio ou melhorar o seu gerando prosperidade e sucesso, a Feira do Empreendedor do Pará estava muito bem organizada.

.

dia 21.jpg

Dia 20

Palestrando para o SEBRAE em Macapá

Na segunda-feira mais rápido do que ligeiro, foi dia de palestra no SEBRAE de Macapá, conheci a Milce, a Sandra, o Alvarenga, o Iranei, muita gente bacana nessa instituição, fiz palestra à noite, um misto de minha palestra de Vendas com tudo que venho vendo e percebendo na viagem “Empreendedores que inspiram” contando as histórias de pessoas e negócios legais que me indicaram, a palestra teve uma energia fantástica com muita gente lotando o auditório.

Os dias seguintes (de terça a sexta) também realizei meu curso exclusivo "4C's - os novos passos da venda"  para os empreendedores locais do segmento de beleza e mecânica automotiva, foi fantástico.

.

WhatsApp Image 2018-05-25 at 20.21.12.jp

Dia 25

Ronal Cutrin pode lhe ensinar a investir.

Ainda em  Belém, fui ao encontro do Ronal Cutrim, ele está à frente de uma das maiores Startups do Brasil, um jovem empreendedor que conquistou seu primeiro milhão aos 26 anos, com milhares de seguidores em suas redes sociais ele trabalha com o mercado financeiro, Ronal é o primeiro Trader Coach do Brasil, ele ensina presencialmente e através de seus vídeos à pessoas que nunca pensaram em investir a descobrir qual seu perfil de investidor e com isso conquistar seus melhores resultados, mas ele começa me dizendo que não existe fórmula mágica.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 32.jpg

Dia 32

Amor perfeito de tia Naninha

Após um descanso forçado em Palmas porque era feriado fui na cidade de Natividade - TO conhecer tia Naninha e “seu” Dozinho em Natividade, finalzinho do Tocantins, um amor de casal que estão juntos há 62 anos e nunca brigaram (seu dozinho faz questão frizar isso), eles produzem biscoitos artesanais chamados de “Amor perfeito”.

A receita do biscoito de polvilho existe há mais de 100 anos e  ganha força todos os dias em uma cozinha construída na casa deles, tia Naninha aprendeu com a mãe e, hoje com mais de 80 anos coordena a equipe de funcionários, que mantém a produção em sua forma artesanal, em gamelas de madeira, forno a lenha, sem máquinas nem luxo.

 

Antes eles doavam os doces para a meninada mas só que com o tempo precisaram de dinheiro para comprar a matéria-prima então resolveram (depois de muito tempo) ter o Amor Perfeito como um negócio, começaram com a simplicidade que lhes é peculiar,  sem grandes pretensões e dessa forma a delicadeza e o sabor do bolinho, que tem formatos de uma coroa, tem conquistado novos mercados.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 36.jpg

Dia 36

Ser assaltado mudou a vida do Isaías

A história do Isaias poderia ser a sua, mas só se você aceitar que tudo o que acontece na sua vida serve para que as oportunidades surjam, mais importante ainda para aproveitar estas oportunidades, não ficar se lamentando e fazer uma mudança completa em sua vida.

 

Ainda criança Isaias saiu do estado das Alagoas com seus pais em busca de uma vida com menos sofrimento em Aracajú, mesmo assim ainda passaram por inúmeras dificuldades, sua casa não tinha teto e era coberto com uma enorme lona, aos 6 anos já ajudava a família com uma banca vendendo bananas na feira, passava o dia na rua limpando carros até começar a engraxar sapatos...e foi isso que mudou seu destino.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 39.jpg

Dia 39

O Anderson escutava uma voz que dizia para ele não parar.

Anderson passou situações difíceis juntamente com sua esposa, ao ponto de voltar para a casa dos pais e precisar de ajuda financeira deles para comprar comida e fraldas para seu filho, foi de certa forma um momento constrangedor para que é uma pessoa dinâmica e que não se deixa vencer.

Ele conseguiu um bico com vendas depois passou a trabalhar na usina como motorista, nesta época ainda levava a marmita que era preparada pela madrugada pela esposa para almoçar no período da tarde, nela havia muita farinha e muita pimenta para tirar o azedo da comida... hoje o Anderson é empreendedor e tem um restaurante chamado “Comida Boa”, que bela reviravolta do destino não?!

 

Na época ele se valia de R$ 26,00 do bolsa família que utilizava para pagar as contas do mercado, limpar o nome e fazer nova conta.

Mudaram-se para Maceió-Al e lá surgiu um trabalho de Motorista na Souza Cruz, na época recebendo 3 vezes mais que na usina, veio daí a primeira lição: Não desperdiçar, utilizar bem cada centavo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 42.jpg

Dia 42

Pausa, o carro quebrou; pelo menos foi em Porto Seguro-BA

Rodamos 600km e à noite, por volta das 19h o carro esquentou...estávamos na entrada de Porto Seguro - BA, quando eu olhei à esquerda havia uma oficina mecânica vizinho de um hostel (rsrsrs) bem, era mais um sinal que Deus estava de nosso lado na viagem, sem contar conversa fiz checkin na hospedagem e no outro dia foi feito um primeiro reparo no carro, tivemos  que esperar 2 dias para a outra peça chegar, enquanto isso fomos conhecer esta linda cidade, sua história, seu comércio, sua cultura e seu povo. Êhhh Bahêa, bom dimais! 

.

dia 48.jpg

Dia 48

Roney faz varejo de verdade na Mercearia Paraopeba.

Passou um de seus clientes pela calçada e o Roney disse: “-Ei, chegou tomate chimango, vem comprar o seu”, o cliente disse: “- Ômi, eu tenho um pé disso lá em casa”, Roney retrucou: “-Mas o seu só vai nascer em três meses”... “-É verdade, é melhor em comprar agora”...

Esse é o clima na mercearia Paraopeba.

 

Cheguei em Itabirito – MG e fui bater um papo com um super empreendedor, para ele empreender não é só da porta pra fora, ele faz empreendedorismo também da porta para dentro, se existe um empreendedor 360° esse é o Ronin (apelido do Roney Almeida).

Chegamos no fim da tarde e o Roney disse que poderia nos receber até entrando pela noite, e assim foi, já vimos que não tem tempo ruim pra ele. Lá, o ritmo é frenético, cliente entra e sai o tempo inteiro, a gaveta do dinheiro abre o tempo inteiro, é venda a todo o tempo, o varejo p.u.l.s.a. forte, você encontra de tudo na mercearia Paraopeba, se não achar na hora já pode deixar pago que o Ronin traz e depois lhe avisa quando chegar, brinca ele.

 

Roney Almeida já é a quarta geração de empreendedores da família, tudo começou com seu bisavô que trazia os produtos lá de Paraopeba-MG, daí o nome de seu comércio até hoje.

Sem aceitar cartão e sem computadores, o controle de estoque efeito no “olhômetro” e a concessão de crédito é simples, se não estiver no livro de seu bisavô como um mal pagador, pode comprar. Brincadeiras à parte, lá é priorizado o produtor e agricultor local, que vende, em algumas vezes, toda a sua produção para a mercearia, o pagamento pode ser em dinheiro mas também pode ser em outro produto que ele tenha se interessado, pode ser em matéria-prima ou até fazer parte de sua feira lá mesmo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 54.jpg

Dia 54

No início seus pais foram contra ela empreender, hoje morrem de orgulho da Clariça de Luca!

Ainda no RJ fui conheçer a Clariça:

Pergunta: O que faz uma advogada empreender, ainda mais quando seus pais NÃO são a favor?

Resposta: Está no sangue!

A Clariça de Luca é uma daquelas empreendedoras que está sempre atenta às oportunidades que o mercado traz, principalmente se este mercado estiver ligado à coisas que ela adora, como praia por exemplo...

Certo dia ela resolveu comprar biquínis novos para seu uso, de uma marca que ela adorava o design, suas amigas adoraram os modelos e daí já veio a ideia de vender biquínis...a mãe dela havia dito que poderia contar com o dinheiro dela se fosse para investir no direito, em moda praia não! Enfim, este foi apenas o primeiro desafio que a Clariça iria enfrentar, ela fez contato com a fábrica e comprou aproximadamente 50 peças, apresentou para as amigas e vendeu tudo, simples assim.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 563.jpg

Dia 56

Dona Rose diz que Vender é ajudar e ensinar o cliente.

Dona Rose nos recebeu com bolo, café, pipoca e todos os mimos, foi um bate papo agradável e delicioso.

Na época em que Dona Rose começou a trabalhar por conta própria quase não existiam mulheres que agiam assim, era praticamente o início desta liberdade, muito menos havia a denominação de empreendedorismo que conhecemos hoje, ela simplesmente tinha a obrigação de prover o sustento para sua família, tinha a disposição, coragem e um enorme carisma, ingredientes de uma receita perfeita para se alcançar o sucesso vendendo de porta em porta os mais diversos produtos. lá se vão mais 40 anos e diversos prêmios.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 61.jpg

Dia 60

O William, do Templo da cerveja, não deixa dinheiro encima da mesa

Chegamos em Curitiba na sexta e aguardamos até a segunda para falar com o William Fleming.

Apesar de ser Engenheiro mecânico o William tem a veia empreendedora vindo da família, ele cresceu com a "barriga no balcão" como ele mesmo cita. Já emancipado tinha carteira assinada aos 12 anos (àquela época era permitido e isso nunca matou ninguém), ele aprendeu com os negócios da família, teve seu primeiro negócio aos 17 anos mas resolveu seguir pela sua formação de mecânico por alguns anos, em seguida foi atuar em uma grande cervejaria nacional, foi quando passou a entender melhor como funcionava este mercado, olhando os erros e acertos que estavam acontecendo ao seu redor por parte de seus clientes, tudo isso foi base para que o Templo da Cerveja tivesse seu início. Assiste o vídeo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 63.jpg

Dia 63

O Sr Roberto Amaral sempre comandou o SCC de maneira visionária.

Tudo começou em 1942 quando o Sr Carlos Jofre instalou em Lajes-SC o sistema de cornetas na praça da cidade onde dava as principais notícias inclusive da 2ª guerra mundial, 5 anos mais tarde veio a ser fundada a Radio Clube, no mesmo ano nascia o Sr Roberto Amaral, que cresceu nesse meio empreendedor, se formou em engenharia de telecomunicações e foi trabalhar em outras empresas como RBS e TELESC, ganhou bolsas e  foi à Escócia estudar televisão a cores e para a Alemanha estudar mais. 

Com o falecimento de seu pai ele teve que abandonar seu emprego e aos 28 anos assumir o negócio da família com 9 funcionários, foi um momento difícil e necessário pois teria que desenvolver sua liderança e a partir daí sua postura de nº 01 do sistema de comunicação da sua cidade.

A partir de então, através de muita visão e trabalho em equipe e processo de gestão simples e eficaz ampliou a rede, fundou a Rádio Gralha Azul, aproveitou oportunidades do governo no setor de telefonia, fundou jornal impresso, criou desenhos animados, foi para o setor de eventos assumiu a rede TV no estado de SC mas hoje comanda o SBT em seu estado. Além disso detém um recorde no Guiness Book. Quer saber qual? Assiste o vídeo que ele 

Clique AQUI e assista a entrevista.

aline lord.jpg

Dia 68

Amanda se descobriu uma empreendedora e hoje é referência no segmento PET.

Amanda era Advogada trabalhista que estava satisfeita com sua carreira mas que certo dia, junto com seu esposo, viram um centro comercial em construção e começaram a pensar em que negócio poderiam empreender. Isso é muito bacana pois mostra que nem sempre você precisa ter nascido em um segmento, você pode estudar e avaliar as oportunidades e descobrir em que negócio investir. A partir daí eles decidiram pelo segmento PET, a Amanda estudou muito e se desenvolveu na área, contou com inúmeras estratégias de marketing bem sucedidas com celebridades como Bruna Marquesine, Neymar e Wesley Safadão (não foi sorte, foi estratégia) e hoje ela toca a Lord Pet Store em Campo Grande com maestria, inclusive hoje inspira e ajuda diversos novos empreendedores neste segmento com suas aulas on-line sobre o segmento PET. A amanda é uma Empreendedora que inspira e você pode conhecer mais subre sua trajetória no link abaixo, é só clicar.

Clique AQUI e assista a entrevista.

pedrao.jpg

Dia 72

Quando o Pedrão ouvia um "não" ele se perguntava onde havia errado. 

Pedrão e os irmãos começaram vendendo o açaí na academia de Jiu-Jitsu onde treinavam e hoje contam com mais de 200 lojas no Brasil e indo para outros países, sim, é possível. Não é fácil, se exige muita disciplina, trabalho, estratégia, trabalho em equipe e fé, a FAST AÇAÍ é uma empresa Goiana que acreditou no sonho de ser grande mas para isso desde pequena ouvia sempre seu cliente principalmente quando havia uma queixa pois é justamente na falha que se pode fortalecer-se. A Fast Açaí que antes tinha outro nome passou a se chamar FAST (rápida) depois que um cliente reclamou da demora no atendimento, depois disso desenvolveram uma máquina que poderia agilizar todo esse processo de servir sem perder a qualidade do produto, aliás isso é outra coisa que eles primam. O início foi bem duro, como na grande maioria das empresas, ouviram vários nãos até que chegou um sim e abraçaram esta oportunidade e não param de crescer, mesmo com adversidades, o que não quer dizer que é fácil. No vídeo o Pedrão te conta tudo, clica abaixo aí no link. 

Clique AQUI e assista a entrevista.

botosso2.jpg

Dia 73

Empreendendo a serviço dos outros e de um mundo melhor.

Quem disse que Empreender é somente para quem tem empresa? Empreender vai muito além disso, tem a ver com realizar! Conheça Luiz Roberto Botosso Junior, ele faz parte da BASE escoteira de Pesquisa e Educação Ambiental em Nerópolis- GO que funciona da na Toca do Mamute, eles são pioneiros na América do Sul, lá ele nos mostrou que o movimento escoteiro é puro 

Empreendedorismo a favor dos outros e de um mundo melhor. Vários dos conceitos que conceitos que conversamos se alinham perfeitamente às estratégias comerciais para se alcançar o sucesso, pois de qualquer forma o SEU NEGÓCIO SERVE PARA SERVIR AS PESSOAS, o escotismo também é assim. Ah, eu já havia lhe contado que eu também sou chefe escoteiro? Conversamos sobre os desafios que eles passaram, as conquistas que tiveram e como lidaram com tudo até que a BASE estivesse pronta. Vale muito assistir o vídeo completo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

WhatsApp Image 2018-05-04 at 10.21.33.jp

Dia 01

Alberto Marinho - O disciplinado

A trajetória de Alberto Marinho nunca foi fácil, aliás não é fácil ainda hoje, mas é possível, é realizável e tudo depende de uma equipe competente, alinhada, com um objetivo comum e muito trabalho e amor envolvido, ele cita Michael Jordan, atleta de basquete dos EUA que falou que “O talento vence jogos mas só o trabalho em equipe ganha campeonatos”.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 03.jpg

Dias 03 e 04

Palestra em Pau dos Ferros e São Miguel - RN

Em Pau dos Ferros a palestra foi no auditório do IFRN para aproximadamente 130 pessoas no 1º CONVENDAS, junto com o amigo palestrante Rafael Demétrius, um super palestrante, o evento foi organizado pelo SEBRAE e foi um sucesso, no dia seguinte seguiríamos para São Miguel – RN.

Em São Miguel a palestra foi no Centro paroquial, também com o palestrante Rafael Demétrius e contratada pelo SEBRAE, estava lotado, foi muito legal, uma energia incrível e muita interação do público.

.

dia 8 karliano.jpg

Dia 08

Karliano pereira criou o pão de cajú na Rosmarino Pães

O Karliano é um cara que não tem medo de se arriscar, se joga inteiro no negócio quando acredita, mas está sempre atento para não passar dos limites estando sempre atento ao mercado para fazer as mudanças necessárias, mesmo que seja mudar de negócio.

 

Antes de trabalhar com pães ele teve uma agência de viagens por 15 anos e neste durante foi percebendo as mudanças que a internet estava fazendo com este segmento, por algum tempo ainda insistiu, mas viu que teria que tomar uma atitude urgente, infelizmente teve que ajustar os custos e um a um foi abrindo mão de sua equipe até ficar sozinho, visto que sua maior concorrência eram as agências virtuais e agentes que trabalhavam sozinhos via homeoffice, isso lhe deu fôlego para pensar em um novo negócio. Um dia uma amiga lhe propôs a gastronomia e lhe lembrou da época de adolescência em que sempre eles estavam juntos em alguma experiência gastronômica, o segmento de turismo também o fazia estar dentro da gastronomia vez ou outra, ele juntou uma coisa com outra e resolveu investir, na verdade resolveu primeiro estudar.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 10 samuel.jpg

Dia 10

Como nasce um império? O Samuel vai te contar.

Hoje foi dia de conhecer e conversar com um jovem empreendedor de 25 anos, em sua história já se nota desde cedo sua veia empreendedora quando deixava de comprar o lanche da escola para poupar, já pensando em seu futuro, ele só tinha 9 anos.

 

Antes disso quero dizer que Teresina recebeu a jorna “Empreendedores que Inspiram” de braços abertos, e logo às 6:30 da manhã meu celular toca para conceder entrevista para a rádio Restaurar no programa Pauta Piauí em um link via celular...ainda deitado...

 

...em seguida sigo para a rádio Meio Norte para bater um papo ao vivo com a simpática Carol Durães e com o João Marcelo Ferry para o jornal escrito, muito legal a receptividade dos Piauienses.

Cheguei ao Shopping Rio Poty e fui conversar com o Samuel e que cara proativo, acho que isso define bem ele. Como eu havia escrito acima ele deixava de lanchar para poupar dinheiro, a mãe descobriu essa façanha e passou então a comprar os tickets do lanche em vez de dar o dinheiro para ele, a mente empreendedora do Samuel já enxergou uma “oportunidade de negócio” e vendia os tickets  - com um valor maior, lógico - para as crianças que não queriam pegar a fila e curtir mais o recreio, ainda no colégio fez sua primeira sociedade com o amigo Pedro vendendo figurinhas de álbuns.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 13.jpg

Dia 13

Fomos convidados para um Almoço de dia das mães da pousada onde nos instalamos.

Chegamos à noite em Grajaú-MA e conseguimos hospedagem na Arco-iris, no dia seguinte era o dia das mães e fomos convidados a participar do almoço com a família deles, nos sentimos realmente acolhidos, muito obrigado, o almoço estava delicioso, feito com muito amor.

.

20180515_113218.jpg

Dia 15

Se tudo fosse bom não prestava, assim diz o Sr Loiola.

O dia amanheceu e fomos encontrar com o Sr Raimundo Nonato Loiola, mais conhecido como Sr Loiola, dono da Calçadeira Loiola à 44 anos, nossa, quanto tempo!!! …É difícil hoje encontrar empresas tão longevas. Tudo começou com seu irmão que o chamou para trabalhar junto com ele na loja de Barra do Corda – MA e após 2 anos surgiu a oportunidade de abrir uma nova loja em Grajaú, nesta seria o Sr Loiola que iria gerenciar sozinho e ele aceitou o desafio mesmo sabendo das falhas de gestão que o irmão cometia…e em pouco mais de 1 ano isso acabou por ocasionar o fechamento das duas lojas.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 181.jpg

Dia 18

Empreendedorismo se aprende na escola, e o Adaelson confirma isso.

Estive com o Sr. Adaelson Santos, diretor da Escola estadual Avertano Rocha no município de Icoaraci, na grande Belém, logo que ele soube de nossa jornada fez contato nos apresentando o projeto Empreendedor que desenvolviam na escola, que era o de tornar os jovens protagonistas de suas próprias histórias, e lá estávamos nós.

                Ele conta que lá os alunos desenvolvem a Atitude Empreendedora e a articulação dos saberes e promovem diversas ações sendo responsáveis por a concepção, elaboração e execução, lógico que tudo isso acontece com os mentores por perto, um desses projetos é o Café Filosófico, deste evento surgiu um curso de fotografia, existe também a feira do abecedário, o Natal solidário entre outros eventos. Ah se todas as escolas fossem assim!!! Assiste o vídeo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 24.jpg

Dia 24

O Insano bar e burgers começou de uma necessidade.

E não poderia sair de Macapá sem conhecer o Felipe e a Cibele da @Insanobareburgers, uma hamburgueria Rock n’ Roll, eles contam que buscavam na região um local como o deles, ou seja, oportunidades nascem de necessidades, se existe em sua área algo que não existe ou é mal oferecido está aí o espaço para você investir, mas para Cibele e Felipe isso era uma daquelas  necessidades que se sentia, se comentava mas ainda não havia sentido o “chamado”.

                Felipe  é Amapaense e a Cibele é gaúcha, quando estavam próximo de se casarem eles foram aos pampas para passar uma temporada com a família da Cibele, e numa das saídas o Felipe viu um hambúrguer imenso, e outro, e mais outro e começou a perceber esta particularidade na região, e veio então a lembrança de que em sua cidade não existia dessa forma, e depois veio a lembrança que também não existia aquele lugar legal para onde eles queriam sair para um bate-papo com amigos ou até mesmo um encontro familiar familiar, então porque não juntar tudo isso??

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 28.jpg

Dia 26 a 28

Que difícil foi chegar ao Tocantins.

Sabe o que está sendo muito legal? Ver que muita gente está empreendendo pelo país todo, os mais diversos negócios, das mais diversas idades, das mais diversas origens e no estado do Tocantins pude comprovar isso.

Consegui encher o tanque da “Esmeralda” (É, esse foi o nome que minha filha deu para o carro, rsrsrs!) e segui viagem de mais de 500 km até Marabá-PA, vi um por do sol maravilho e passei de Balsa pelo Rio Tocantins (praticamente vazia, o Brasil sem combustível), chegando na cidade me hospedei na pousada Primor (Ah, resolvi colocar em minha palestra como negociei a hospedagem com o Sr. José Antonio, ele me venceu na negociação!

.

dia 34.jpg

Dia 34

Etienny começou vendendo leite de porta em porta

Atravessando a Bahia indo para Feira de Santana fui conhecer o Etienny, eu soube que ele vendia leite de porta em porta aos 16 anos, quando cheguei em uma de suas lojas ele nos recebeu com grande gentileza e um belo sorriso e fomos almoçar, já me senti na Bahia, quando me servi o garçom pôs o vinagrete à parte na mesa e eu coloquei todo na comida, kkkk, estava com pimenta,  eu gosto de pimenta mas fui pego de surpresa, kkkk, e tome água!!!!

      Junto comigo estava meu amigo Joval Lacerda, super palestrante transformador comportamental.

    Etienny de início me contou que sofria preconceito dos amigos porque trabalhava vendendo leite mas ele nunca perdeu sua motivação, ele tinha um foco e que não abriria mão por nada.

     Foi vender de lanche e de peças usadas de carro, trabalhou no comércio e já sentiu algo diferente que era o contato com o cliente, daí desenvolveu a habilidade de negociação.

       Em toda situação Etienny via uma oportunidade para faturar, até no lazer, quando ele ia para o circo, vendia balas e gelatinas,  Etienny não reclamava, ele podia até sentir as dificuldades, que eram muitas mas não se abatia.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 37.jpg

Dia 37

O Ramon diz que é insuportável para conquistar metas.

Ser empreendedor, segundo o Ramon,  veio de sua necessidade de evoluir, de sair da zona de conforto.

 

Desde criança começou a viver neste mundo dos salões, aos 11 anos foi morar com seus tios que eram cabeleireiros e tudo o que se conversava na casa girava em torno da profissão, ele já estava apaixonado pelo ofício.

 

Aos 15 anos já ganhava dinheiro cortando cabelos e aos 17 já trabalhava em um grande e respeitado salão de Salvador mas o “movimento” da capital baiana acabava por tirar o foco do Ramon e a sua decisão foi mudar de cidade para manter o foco. A cidade escolhida foi Aracajú, que ele nem conhecia ainda, mas estava determinado a mudar e iniciar sua vida em outra cidade, conheceu a cidade e em 13 dias após já estava lá de mala e cuia, sentindo as diferenças de cultura (mesmo entre estados vizinhos), mas tirando de letra com sua maneira descontraída de lidar com as pessoas.

Clique AQUI e assista a entrevista.

WhatsApp Image 2019-03-31 at 21.46.32.jp

Dia 40

Um dia divertido.

Hoje o dia foi só de estrada com destino à São Mateus-ES,  paramos para almoçar na churrascaria 100% Paraíba e dei de cara com esse ovo cozido, kkkkk , daí pensei:

 

Porquê a comida não pode ser divertida? Claro que pode, a ideia é surpreender o cliente sempre, positivamente, claro. Busquem criar experiência para quem está no seu ambiente, quer seja um restaurante, uma loja física ou site, quer você venda produto, serviço, talento ou ideia, fuja do básico e do óbvio, mesmo que seja para vender OVO.

.

dia 44.jpg

Dia 44

Zenaide costurou seu sucesso.

Gente, que bacana foi conhecer a Zenaide, ela teve muita garra e determinação para alcançar seus objetivos...e pra nós é pura inspiração.

Zenaide foi professora no interior onde nasceu e só recebia um quarto de salário mínimo na época (é triste como nossa educação sofre de descaso), Zenaide queria mais pois sabia que poderia alcançar mais, foi quando soube de uma vaga para trabalhar em Pedro canário-ES e deixou a pedagogia, mal sabia ela que certa hora voltaria a fazer o que gosta e ainda unindo com outra paixão...

Ela aceitou um trabalho de auxiliar de limpeza, com o salário se inscreveu em um curso de corte e costura, ela lembrava de sua vózinha costurando e havia começado a aprender com ela e queria ser profissional, a vontade era grande, o dinheiro ainda era curto...conseguiu pagar apenas dois meses de curso e saiu... conseguiu um outro  trabalho em um cartório mas aquela não era sua praia.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 49.jpg

Dia 49

Marcelo e a magia do empreendedorismo.

O Mágico Marcelo é inexplicavelmente diferente, não sei se é pela coragem, pela determinação ou pela inovação, mas não é qualquer pessoa que larga seu trabalho formal de vários anos e decide viver de mágica.

 

          Logo de cara descobri que temos algo em comum, somos graduados na área da computação, atuamos na área corporativa e somos apaixonados por arte.

          Marcelo Labarrere trabalhou com tecnologia, com distribuição de bebidas e até então era gerente administrativo de uma grande construtora e certo dia estava organizando o aniversário de 1 ano de sua filha, uma de suas atribuições foi contratar o mágico que sua esposa havia lhe indicado, para sua surpresa o mágico também era médico, ele ficou meio intrigado...mas contratou sem perguntar o valor do serviço, achou que seria algo meio simbólico, quebrou a cara (rsrs)!

          O Marcelo não sabia o valor justo a ser pago por um profissional da mágica e acabou pagando 3 vezes mais do que ele estava imaginando, isso deixou ele incomodado na época, pouco tempo após, em um passeio pelo shopping ele se viu de frente a um quiosque que vendia artigos de mágica, ali ele estabeleceu uma nova META para sua vida, e que ele não sabia ainda mas mudaria seu rumo profissional, resolveu comprar uns kits, baralhos mágicos, aprender e ser o mágico da festa de 2 anos de sua filha, nascia o Mágico Marcelo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 56.jpg

Dia 56

Uma frase guiou o Aguinaldo Oliveira para o sucesso!

Ele é uma cara que desde criança já sabia que alcançaria o sucesso, não sabia ainda como, mas o destino era certo.

 

Saindo da bela Rio de Janeiro com destino à Jundiaí-SP dormimos em Resende, fizemos uma parada em Aparecida do Norte-SP e fui agradecer pela minha fé à proteção que N. S. Aparecida tem me dado nesta estrada (aqui não conto os perrengues, rsrs), continuamos a viajem e pousamos em Jundiaí para no dia seguinte estar com o Aguinaldo Oliveira.

 

Um cara elegante, de fala mansa, que quando começa a falar você fica meio hipnotizado lhe ouvindo, ah essa é uma grande característica dos empreendedores, não à toa ele hoje é apresentador de TV na cidade de Jundiaí-SP.

 

Aos 10 anos ele se acostumou a trabalhar seja junto com sua mãe, ajudando no projeto “Círculo do Livro” ou sozinho vendendo sanduíches ou fita cassete no colégio, ele aprendeu a ser um solucionador de problemas, no seu primeiro emprego “formal” como empacotador ele descobriu que não sabia trabalhar, no emprego seguinte encontrou um anjo que lhe orientou, lhe ensinou e se tornou seu mentor.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 564.jpg

Dia 56

Pezão Bar, o melhor bar do mundo, acredite se quiser!

Pezão se chama Elizeu e é uma fera no marketing.

Recebi esta indicação de meu amigo Fred Rocha, tentamos mas não conseguimos falar com o pezão mas mesmo assim fomos lá... o "não" nós  já tínhamos não é verdade? 

Chegamos em Indaiatuba-SP depois de uma longa estrada, às 22:00 e começamos a procura pelo pezão, encontramos ele às 23:30 e meia hora depois começamos nosso bate papo... eu lhe disse que poderia ser no escritório dele, ele me disse que não tinha isso não, ele só senta á mesa com seus clientes, sendo assim armamos o tripé e começamos a conversar sobre empreendedorismo. 

Seus dois bares (o Pezão bar e o Ruinzim bar) são ambientes com decoração bem peculiar e cheio de lições de atendimento ao cliente, frases motivacionais além de estratégias de gestão de pessoas por todo lugar .

Quer mais? Assiste o vídeo, vale muito a pena.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 612.jpg

Dia 61

Aline descobriu o prazer de empreender.

Aline é curitibana e diz que empreender é antes de tudo amor pelo que você faz e vem em seguida um negócio que deve ser rentabilizado.

Após um período de problemas de saúde ela teve que se afastar do banco em que trabalhava só que ela não conseguia ficar parada, para quem é dinâmica isso é praticamente impossível, pouco tempo depois começou a buscar alternativas de negócio em que pudesse se ocupar porém que fosse adaptável aos poucos recursos financeiros que dispunha naquela época e achou uma representação de produtos eróticos, coisa que nunca havia imaginado na vida.

 

Pensado e repensado chegou a hora de adquirir a primeira remessa, testar, aprovar e começar a vender.

Hoje Aline se destaca neste segmento e tem algumas pretensões e perspectivas, tudo isso graças ao sucesso que vem alcançando devido as estratégias que adotou. Quer conhecer? clica no link abaixo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 65.jpg

Dia 65

Juliane e Gessé levam trabalho da casa de carnes Butcher 2.3.1 para casa.

A Juliane desde criança via o pai e a mãe empreenderem, quando foi trabalhar no varejo do pai passou por todos os setores antes de encarar sua carreira solo e junto com seu esposo Gessé, profissional de marketing bastante criativo formaram a dupla perfeita para inaugurar um conceito diferente de algo tradicional na região gaúcha. A Butcher 2.3.1 é praticamente uma boutique, um espaço para amantes da carne, que vende os cortes especiais, temperos, super churrasqueiras e até promove workshops para que os seus clientes se tornem especialistas, eles estão a todo tempo preocupados em gerar a melhor experiência para seus clientes. Quem for à Porto Alegre não pode deixar de conhecer. Conheça as histórias e estratégias deles, clica no link abaixo e assiste o vídeo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

salviano.jpg

Dia 69

Salviano transformou seu prazer de criança em negócio.

O engenheiro eletricista, supervisor de atendimento ao cliente e fã de sorvetes, durante uma viagem de trabalho à João Pessoa - PB viu uma sorveteria com um processo  artesanal e se encantou com o sabor e com a maneira personalizada de fazer, ficou por lá analisando e conversando e a partir daí começou a estudar o mercado e como poderia melhorar o processo (coisa de engenheiro, rsrs). Salviano resolveu empreender naquilo que era um de seus prazeres de criança e modelou todo o negócio para iniciar com quiosques em shopping Centers, assim nasceu a Thai Rolls enquanto ainda trabalhava como supervisor na empresa de energia, ele sempre criava estratégias para facilitar a vida de seus clientes e para que seu negócio se diferenciasse da concorrência pois sabia que existem muitos bons produtos no mercado, não é a toa que sua empresa é um sucesso e hoje já existem até filiais. Quer conhecer a trajetória do Salviano neste mercado, assiste o vídeo completo, é só clicar.

Clique AQUI e assista a entrevista.

karen youka.jpg

Dia 72

A Karen fundou a YOUKA, a primeira Agência de Digital Influencer do Brasil.

A Karen é pioneira neste ramo, sempre foi precoce, destemida e inovadora e hoje já conta com a confiança de grandes empresas locais, nacionais e internacionais. 

Desde criança ela adora o meio comercial, a venda, as pessoas, e conta que ainda na escola já vendia chocolate para os colegas, na faculdade vendia para seus amigos produtos que ela comprava pela internet quando todo mundo ainda desconfiava e tinha medo de comprar pela rede, desta forma ela saia na frente e sempre se destacava, já era o início do que mais tarde viria a ser a profissão de blogueira e depois influenciadora digital. Ela trabalhou em diversas agências locais por um bom tempo mas chegou o momento em que percebeu que poderia alcançar e ajudar mais pessoas se fosse empreender. Como empreendedora ela sabe que seu objetivo é gerar resultado para quem lhe contrata aplicando todo o seu conhecimento vindo dos erros e acertos de sua trajetória. A Karen é muito comunicativa, divertida e competente, não é a toa que hoje tem a relevância neste mercado. Assiste o vídeo e comente o que achou dela. 

Clique AQUI e assista a entrevista.

DSC09515.JPG

Dia 75

GILDA UIRAPURÚ É LÍDER DE EMPREENDEDORISMO NA AMAZÔNIA

Dona Gilda diz que hoje se considera uma mulher forte, guerreira e que não tem medo de morrer. Toda a sua dedicação em defesa de suas raízes indígenas e do empreendedorismo como forma de realização tem ajudado inúmeras famílias fez com que ela fosse reconhecida pelo seu povo, pelas instituições e pelo mercado. Hoje ela é referência em sua região tendo inclusive exposto suas peças em outros estados e outros países, sua história é fantástica e é moldada por vários ensinamentos que aprendeu com seus antepassados e com as oportunidades da vida. Muito da relevância do artesanato indígena amazônico desta geração se deve a ela.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 02.jpg

Dia 02

Marilúcia Teixeira - Studio Hair Marilúcia Teixeira

Marilúcia é a mais velha entre 7 irmãos, ela já sabia desde cedo que o salário mínimo  de seu pai não seria o suficiente para custear a despesa de uma casa com 9 pessoas (contando pai e mãe) e ainda criança a veia empreendedora se dilatou e juntamente com sua irmã Marilene começou seu primeiro negócio em um fiteiro (assim chamam na paraíba, é como se fosse uma banca de revistas só que muuuuiiiito menor) elas vendiam coentro na feira, com 10 anos. Já adolescente ela viu em um curso de cabeleleira do SENAC a oportunidade que poderia lhe fazer mudar completamente de vida, ela só não conseguia bancar o curso.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dsc02213.jpg

Dia 04

Cleneide Souza - De Sacoleira a empresária.

Fomos bater um papo super descontraído com os empresários Cleneide e seu esposo Valdinez, ela uma vendedora ambulante “de porta em porta” de peças íntimas e  ele trabalhava como funcionário em uma vidraçaria até que um dia, depois de muito trabalho, veio da Cleneide a proposta para o esposo de investirem e encararem o próprio negócio, ela teria a habilidade de relacionamento (lidar com o público, conquistar, atender, vender) e o Valdinez teria o conhecimento prático de produção, juntos também formavam um par perfeito, agora profissionalmente. As dificuldades surgiram , desconfianças, despesas, ganhar mercado, se solidificar etc tudo isso foi superado, não com tranquilidade mas com muito foco e crença de que tudo daria certo. Cleneide disse que adora se desafiar  e o esposo é quem a põe no trilho para que juntos cheguem seguros no objetivo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

gerson tim.jpg

Ainda no dia 08

Seu Gerson une empreendedorismo com arte.

Seguimos estrada em direção a Teresina no Piauí e algo me dizia para dormir em Tianguá ainda no Ceará, resolvi seguir minha intuição e ao sair para jantar me deparo com o ateliê / bar de “seu” Gerson, um artista de mão cheia, as paredes de seu bar estavam todas caprichadas de sua arte com imagens de muitos cantores e personalidades, além de pintar vários outros em placas gigantes de madeira, o Gerson é um cara de poucas palavras, não quis ser gravado, o cliente André Luiz que fez as vezes de apresentador do Baiuca Bar.

.

dia 11.jpg

Dia 11

Conheçam Yael, um Yncanto.

Fui então ao encontro da Yael Weena, foi a Valcledes (gestora no SEBRAE-PI) quem a indicou -  pelos sua determinação e resultados -  e foi exatamente isso que encontrei quando conheci a Yael.

 

Ela trabalhava com gestão de RH de uma grande empresa nacional de bebidas mas fazia um certo tempo que acreditava que sua renda poderia ser maior do que era e infelizmente a firma não acompanhava, aquela situação a incomodava pois sabia de sua competência e potencial devido aos vários cursos que fazia em sua área, ela teve que tomar uma de suas mais difíceis decisões que seria a de sair da empresa,  logo após ainda atuou no RH de uma clínica médica mas faltava algo...ela ainda buscava saber o que era, mas não era o que estava fazendo, resolver pedir as contas novamente, dificuldades surgiram o dinheiro foi acabando e acabando e quase acabou...restou R$ 150,00.

Certo dia ela lembrou que sua mãe sempre fazia bolos em casa e que ela conviveu bastante com isso, e resolver apostar em um talento que ela não sabia que tinha – ou estava adormecido – e disse: “Vou fazer bolo”

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 14.jpg

Dia 14

Viva Grajaú-MA, viva Talitta e "seu" Paulo.

Na segunda feira fomos visitar a Talitta Rayanne, que foi indicação do Rodrigo Delmindo (Gerente do Sebrae Grajaú-MA), ela está mudando a paisagem da sua cidade natal, ela é Gestora Ambiental, se formou em Goiania, depois foi morar em Caxias-MA e Imperatriz-MA e não conseguiu emprego, decidiu voltar para Grajaú, quando chegou de volta viu que seu pai, que é (era) pedreiro havia feito uns jarros para sua tia, jarros feitos com pneu, ela ficou encantada e naquele momento começaram a despontar novas ideias...o empreendedorismo surgia...

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 16.jpg

Dia 16

Quem decide o seu tamanho?

No dia seguinte saí em direção ao estado do Pará, no caminho percebi que somos “do nosso tamanho” e que sempre vai existir alguém  maior ( se é que existe o maior ) acredito que cada um de nós é do tamanho de nosso propósito ou do tamanho do que temos competência para ser até agora, se queremos ser mais, façamos por onde, busque conhecimento e força para ser feliz pois a medida de nossa felicidade está diretamente ligada à quantidade de pessoas que nós fazemos felizes.

.

dia 1920.jpg

Dia 19

Macapá, de navio, aí vamos nós.

Deixei o carro em Belém e segui de Navio até Macapá capital do Amapá, fiz questão de viver esta experiência de 27 horas...e valeu a pena demais, me desconectei nesse intervalo, é saudável ficar sem tecnologia e apenas ver o que acontece, conversar com pessoas sem ninguém ter a noção do que eu estou fazendo – e conversei com paraenses, amapaenses, brasilienses, ribeirinhos, uma moça de longos e belos cabelos vermelhos, norte americanos e franceses, todos juntos e misturados, afinal somos todos vindos de um só, somos iguais cada um com suas diferenças, características  e particularidades, aproveitei para sentir a chuva, para ler e para me divertir com a diversão daqueles que não arredavam o pé do bar do navio, pedindo fiado e sendo negado. Ah, dormir de rede é muito bom.

.

dia 25.jpg

Dia 25

José Roberto vai lhe falar "sobre começar pequeno"

Rumo à Belém, cansado mas feliz, o vôo saiu pela madrugada e chegamos cedinho, fomos buscar o carro e de lá direto para conversar com o José Roberto Amim da RS Auto Center que fica na cidade de Marituba, coladinho a Belém,  Betinho (como prefere ser chamado) é um cara muito tranquilo, transmite uma calma que deveria ser comum a todos que trabalham com mecânica e esse clima de foco e zelo foi percebido em todos que fazem parte da empresa, quer seja o pessoal da gestão familiar ou os mecânicos.

 

       Logo no início de nosso Bate Papo Empreendedor ele me disse que um dos caminhos mais seguros é “Começar pequeno, de maneira organizada e com muita seriedade” não adianta querer ir por atalhos, comece da maneira que der...tudo começou com o pai que era motorista e resolveu fazer um curso técnico de mecânica, quando concluiu seu curso passou a trabalhar nesta mesma empresa como mecânico, só que esta empresa veio a se extinguir, esta foi a “oportunidade” para abrir seu próprio negócio.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 29.jpg

Dia 29

Churros do João! O nome é simples, o churro não é.

Chegamos (eu e o Matheus, meu fiel escudeiro nesta viagem) em Araguaína-TO e fomos conhecer o João, um camarada ímpar, com um entendimento fantástico da vida e dos negócios ao longo de seus 21 anos, ele sempre teve em mente que  gostaria de empreender e ser dono de seu próprio negócio, e já conseguiu, mesmo que a ideia tenho sido de início para pagar a faculdade de Engenharia Civil, já na escola quando criança vendia figurinhas para quem queria completar seus álbuns.

Na faculdade começou a estagiar em concreteira e ficou lá por dois anos, mas ele queria mais e começou a pesquisar sobre o que poderia fazer, ouviu falar sobre churro, foi estudar  sobre o mercado e até foi “estagiar” novamente em outra cidade trabalhando vendendo churros em MG.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 35.jpg

Dia 35

A Denise começou sua pousada com R$ 30,00

Conheci a Denise Melhor, que sobrenome heim?? O que se pode esperar dela? Seguindo para Salvador me hospedei na Pousada Acacia, durante esta viagem posso afirmar que das hospedagens que fiquei durante esta viagem foi a que mais me agradou pelo conforto, cuidado e valor justo.

Dona Denise é uma daquelas pessoas que gostam de servir aos outros, aliás este deve ser o objetivo principal de quem abre uma empresa.

 

Ela já está à frente da pousada há 11 anos mas quando começou ela só tinha no bolso R$ 30,00 e dois litros de leite...a antiga proprietária da pousada estava de mudança para Angra dos Reis-RJ e propôs a Denise que assumisse a pousada e ela topou o desafio, ela entrou no dia seguinte para administrar e já haviam dois casais de hóspedes. Não é qualquer empreendedora que aceita um desfaio deste, ela nunca foi do segmento, não sabia nada sobre pousadas a não ser que iria cuidar de pessoas e isso ela sabe e gosta de fazer.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 38.jpg

Dia 38

Julio se preparou para ser Empreendedor

A veia de empreendedor do Julio sempre esteve pulsando forte, mesmo durante os anos em que atuou como Técnico Agrícola. Ele ouvia o conselho do pai  (“seu” Zizi) que dizia para ele se formar e arrumar um bom emprego e assim ele o fez mas nunca deixou de ser empreendedor, sempre sendo um intra-empreendedor nas usinas onde atuava.

 

 

Eu Sai de Aracajú-SE e segui asfalto e balsa para encontrar com o Julio em Piaçabuçú-AL, confesso que fiquei com medo pensando que o carro cairia da Balsa direto no rio, só havia uma balsa partindo com um caminhão de lixo (que estava limpo, rsrs) e foi nele que seguimos, após a conversa com o Julio tudo valeu a pena.

 

O Julio sempre foi um cara que buscou inspirações, o pai sempre foi uma inspiração forte, além dele o Julio sempre aprendia muito com seus líderes, um deles era o Sr Hipólito, que antes de tudo vendia confiança e credibilidade, atributos fundamentais ao Empreendedor.

 

Com a partida do “seu” Zizi, chegou a hora do Julio assumir a loja que estava sendo tocada pela irmã.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 41.jpg

Dia 41

Mudança de rota.

Passando pela Bahia mudei minha rota e segui à Feira de Santana-BA e fui conhecer o casal Kayo e Silvia da Knunes, eles estão fazendo a diferença na região quando se fala de educação, capacitação e treinamento para o mundo do empreendedorismo, investindo fortemente e pacientemente em ajudar as empresas da região a se fortalecerem comercialmente, conhecer e aplicar estratégias, investir em qualidade no atendimento e criar diferenciais para seus negócios, todos só ganham com isso, consumidores e empresários... mesmo fazendo contato bem na hora (o que não deve acontecer) tive a sorte deles estarem na cidade e da gentileza de me receberem pra um jantar, obrigado Kayo e Silvia, foi um grande prazer conhecê-los, um vibe fantástica e uma sinergia notória, ganhei novos amigos!!

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 45.jpg

Dia 45

Na Confeitaria Zuccolotto não se vai uma vez só.

Era uma vez... Duas irmãs, Geruza e Bernadete Zuccolotto que viajaram pelo mundo e trouxeram muitos sabores para nós, nossa, quantas delícias... sinceramente me faltaram adjetivos para descrever o quão gostoso é tudo o que provei lá, por isso que resolvi começar o texto com “Era uma vez” porque parece no mínimo um conto de fadas.

Elas já moraram na Suécia, na Patagônia e muito tempo na Inglaterra, desde sempre estiveram ligadas ao mundo da arte, trabalharam em museu, com fotografia e sempre estiveram próximas à arte da confeitaria, adoravam conhecer, provar e aprender, por onde andassem...

 

 

O tempo foi passando, a saudade da terrinha foi apertando e cada vez mais ficavam mais próximas da decisão de voltar ao Brasil, enfim decidiram e voltaram para Aracruz no Espírito Santo, sua cidade de origem.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 50.jpg

Dia 50

Saiba porquê Dany Padilla é uma gênia.

Chegamos no Rio de Janeiro.

 

Todo mundo só chamava ela de “Louca” mas ela nem ligou...

 

Marcamos com a Dany às 14H e lá estávamos nós em seu Q.G. de onde ela coordena uma equipe presencial e outra Home-office, mais de 30 pessoas criando conteúdo especialmente voltado para o mundo do empreendedorismo da moda.

 

A Dany desde sempre quis empreender no mundo da moda, ajudando mulheres a aumentar sua autoestima através do empoderamento que estar com a melhor imagem poderia causar, acontece que para ajudar estas mulheres ela primeiro precisava SE ajudar, apenas ter boa vontade e sonhar não trazem resultados positivos. Foi aprendendo com os erros que ela descobriu que primeiro precisa-se definir bem qual é sua Visão, sua missão e planejar bem todos os passos.

Ingressar no mercado de palestras corporativas foi um dos caminhos para ampliar sua voz e aparecer mais com sua mensagem, desenvolver parcerias como a que fez com seu fotógrafo e atual esposo, entre outras parcerias também fazem parte da trajetória bem-sucedida da Dany, após mapear o sonho e fazer um estudo de viabilidade ela identificou que o mercado on-line seria uma grande oportunidade para alcançar seu mercado trabalhando uma comunicação baseada no seu cliente ideal.

Clique AQUI e assista a entrevista.

45442009_1980986501937764_46044927986101

Dia 56

Chef Marcelo fez do limão um enorme sucesso.

Marcelo Limão é chef de culinária rústica de animais de grande porte, em seu segmento ele se especializou em apenas um perfil de cliente, só atende casamentos, isso mesmo, se você estava pensando em fazer apenas um creme de frango em sua festa de casamento, esqueça. (rsrsrs)

Marcelo vem de uma família pobre e grande e diz que o início de seu talento na cozinha se iniciou pela "obrigação" de aprender a dividir a pouca comida que tinha em casa com seus irmãos, ele tinha que se virar... bem, acho que conseguiu.

Com sua fé muito forte ele foi vencendo cada etapa de dificuldade que sua vida lhe impôs e com sua gentileza e motivação expressa no rosto nos recebeu para contar sua história e nos inspirar.

Clique AQUI e assista a entrevista.

dia 57.jpg

Dia 57 a 60

Uma palestra descontraída para a POLO Palestrantes em Taubaté-SP

Ainda pelo estado de São Paulo fui até Taubaté realizar uma palestra para a equipe da Polo Palestrantes e de quebra conhecer pessoalmente o Dennis, que toca magistralmente a empresa. 

A Polo Palestrantes, é uma empresa nova e já é uma das maiores empresas de agenciamento do Brasil, eles vem se destacando no mercado aplicando seu sistema de Alta Gestão e Auto Gestão. Quinzenalmente a Polo proporcionam conhecimento de qualidade para sua equipe e naquela oportunidade eu quem tive a oportunidade de palestrar para eles, uma galera competente e atenta para tudo que o mercado deles traz. Lá na empresa ainda há uma frase na parede escrita "Você não constrói uma empresa, você constrói um time e o time constrói uma empresa"

Isso é ser coerente, fazer o que prega, assim se vai MAIS ao longe.

.

dia 62.jpg

Dia 62

Davi Fadel é um entusiasmado.

David se formou como técnico em contabilidade mas queria ganhar a vida viajando, foi quando  surgiu um teste para trabalhar na IOB (Informações Objetivas Brasil) vendendo atualização de legislação para profissionais de contabilidade. Para trabalhar nesta empresa era necessário ter carro e o Fadel não tinha, só que ele havia caído na graça do Sr. Benício que resolveu abrir essa exceção e lhe dar esta oportunidade, o Fadel só não teve a chance de escolher a sua região de trabalho e foi enviado para Chapecó ( a quase 600 km de distância), ele não se intimidou e abraçou a oportunidade, no primeiro mês ficou em 3º lugar de vendas e já comprou seu carro... O Fadel se deu muito bem em vendas.

O Fadel em seguida montou sua própria empresa de cursos empresariais voltados aos contabilistas, contratou seus amigos competentes da IOB...a partir daí sempre com muito entusiasmo foi construindo sua história e trajetória de sucesso. Sua empresa atual, a Fadel palestrantes iniciou com a ousadia (naquela época) de contratar Alexandre Garcia e também foi pioneiro em cursos para formação de palestrantes no Brasil. Quer saber como ele conseguiu tudo isso? No vídeo ele explica bem melhor.

Clique AQUI e assista a entrevista.

DSC08177.JPG

Dia 65

Rodrigo Sabiah foi da penitenciária para o Empreendedorismo.

O Sabiah é um exemplo muito forte de que o empreendedorismo pode salvar vidas e mudar toda a realidade ao seu redor. Ele conta que o sonho da maioria das crianças de comunidade é ter seu próprio negócio e também queria isso só que as circunstâncias o fizeram ser detido por 2 vezes em Porto Alegre e foi na segunda vez que passou a refletir e perceber o quanto estava fazendo mal a si e aos seus familiares, começou a ler  e ver que a oportunidade estava mais próximo do que imaginava... começou a trabalhar com reciclagem ainda enquanto cumpria pena e depois quando descobriu que seu patrão foi um ex-apenado se inspirou percebeu que também poderia ter seu próprio negócio, era um novo começo, a partir de uma decisão foram apenas vitória chegando, não estou dizendo que foram fáceis mas elas foram alcançadas. O Rodrigo após toda sua história de superação foi contratado pelo governo do RS para ser uma espécie de "guardião das chaves" da 1ª APAC (Associação de Proteção e Assistência a Condenados) uma modalidade de sistema prisional em regime fechado onde não há armas eos próprios detentos organizam tudo. A vida do Rodrigo mudou muito ele agora é empresário e palestrante, clica no link abaixo e assiste o vídeo.

Clique AQUI e assista a entrevista.

xpory.jpg

Dia 71

Resiliência é uma das principais características do Rafael da XPORY.COM.

Toda crise gera uma oportunidade, você acredita nisso? O Rafael acredita, e fez de seu negócio uma grande oportunidade para vários outros empreendedores de Goiania-GO criando a X por Y, uma empresa de economia colaborativa. Já ouviu falar nisso? Assiste o vídeo que ele te explica bem direitinho, mas antes disso cabe falar aqui que o Rafael QUEBROU com sua empresa anterior mas foi resiliente o suficiente para por em prática todos os ensinamentos adquiridos com todas as experiências anteriores, hoje ele sabe que "muita informação confunde o cliente" e que corrigir erros é um sinal de respeito com o cliente, principalmente ele sabe a diferença entre inchar e crescer. Foi um papo fantástico, assiste lá.

Clique AQUI e assista a entrevista.

tiobak.jpg

Dia 72

O Dudu da Tio Bák não tinha nem mesas, hoje tem 20 lojas.

A sanduicheria de Goiania - GO tem em sua missão fazer o melhor sanduiche de $4 dólares do mundo e sabe que para isso acontecer não é apenas comprar insumos mais barato, tem a ver com gestão, transparência, respeito, decisões, posicionamento e prioridades. Tudo começou quando o seu irmão e sócio faliu sua empresa de telefonia e resolveu empreender neste novo segmento, ele só tinha R$ 300,00 e uma geladeira, muitos nem começariam, outros constroem um império. Logo no início  o Dudu entrou no negócio comprando 15% da sociedade e pagando com 6 meses de muito trabalho. Eles tiveram juntos muitos desafios, entre eles o de manter e fazer conhecida uma marca com um nome estranho TIO BÁKINAS, descubra no vídeo o motivo deste nome curioso, depois à medida que cresciam tiveram que decidir se produziriam tudo ou partiriam para a terceirização, qual foi o mais vantajoso? Hoje eles também já tem uma segunda marca chamada The Under Dog e continuam gerando experiências para seus clientes, ah, também estão franqueando, que tal abrir uma franquia da Tio Bak? Assistam o vídeo e saibam que características o Dudu acha que são essenciais para o empreendedor brasileiro.

Clique AQUI e assista a entrevista.